Bem vindo

Olá,
neste espaço compartilharei minhas ideias, minhas propostas, um pouco da minha vida com vocês e diálogos sobre temas afetos a minha militância nos movimentos populares e sociais. Espero que gostem e nos ajudem na caminhada.

terça-feira, 21 de abril de 2015

A BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO MARINHO SEUS AFETOS E AFETADOS(AS)



“Nesse contexto, o espaço urbano representa a materialidade das relações sociais de produção e de consumo, produzindo fragmentação na paisagem, degradação ambiental, alterações climáticas em micro, meso e macroescala.
Em virtude das ameaças das alterações climáticas para que apontam as investigações mais credíveis, as cidades constituem a mais acelerada alteração ambiental, com intensa transformação da primeira natureza. Nesse contexto, a cidade também corresponde a um potencial único para a aplicação de medidas mitigadoras dos impactos indesejáveis dessas alterações”. ANÁLISE DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NAS METRÓPOLES: O EXEMPLO DE SÃO PAULO E LISBOA. Magda Adelaide Lombardo1(Professora titular do departamento de Planejamento, IGCE/Unesp, Rio Claro).

Considerando que a Bacia do Hidrográfica do Rio Marinho é muito abrangente nas suas causas e efeitos, e ainda que outros efeitos - os das mudanças climáticas - poderão alcançar outros bairros em outros municípios a Coordenação do Fórum Permanente da Sociedade Civil em Defesa dos Rios Marinho e Formate - Pela Perenização dos Corpos D’Água! - convida os cidadãos e as cidadãs citadinos(as) nos municípios de Vila Velha, Cariacica, Viana e Vitória, que se relacionam com a Bacia Hidrográfica do Rio Marinho, desde a transposição das água do Rio Formate até o seu encontro com as águas da Baia de Vitória para participarem da AUDIÊNCIA PÚBLICA   que debaterá AS OBRAS ESTRUTURANTES E SEUS IMPACTOS NO RIO MARINHO E JUNTO AOS CIDADÃOS E CIDADÃS DA GRANDE COBILÂNDIA,  pois as intervenções imediatas, de médio e longo prazo necessitam prioritariamente de seus registros e suas experiências.